Inovação no setor público: use dados para um serviço eficiente!

Inovação no setor público: use dados para mais resultados!
Inovação no setor público: use dados para mais resultados!

A dinâmica das organizações mudou radicalmente com o desenvolvimento tecnológico que testemunhamos dia após dia. Modernizar empresas com práticas de tecnologia da informação e de software de inteligência de dados, entretanto, não é (e nem deveria) ser particularidade da iniciativa privada. Afinal, a inovação no setor público também deve ser discutida.

Apesar de geralmente não fazerem parte de uma lógica de mercado, as organizações públicas também precisam investir em tecnologias para se tornarem mais eficientes e prestarem serviços mais assertivos para o cidadão.

O investimento estatal em práticas de automação de dados ou de comunicação digital é uma política pública fundamental para melhorar a vida dos cidadãos, compreender melhor suas necessidades e trazer respostas condizentes com suas demandas.

Afinal de contas, o financiamento dessas organizações passa pelo pagamento de impostos.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre a importância da gestão de inovação no setor público com exemplos práticos e dicas a serem seguidas para que tenhamos um serviço afinado com os anseios da população. Leia até o fim para saber!

Inovação no setor público: por onde começar?

No Brasil e no mundo, governos vêm perdendo a confiança do cidadão. Não só isso: desafios orçamentários, obstáculos burocráticos, além de falta de integração e informações para embasar políticas públicas, são fatores corriqueiros que corroboram para essa falta de sintonia entre o serviço estatal e os pagadores de impostos.

Diante deste cenário, urge a importância de implementações de medidas tangíveis de inovação que visem maior eficiência, eficácia e satisfação do usuário do serviço.

Segundo a OPSI-OCDE (Observatório de Inovação no Setor Público da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico),  a inovação no setor público representa o processo de implementar novidades que tragam resultados efetivos.

Assim, em termos de tecnologia, medidas nesse sentido para o setor público que podem gerar grande impacto positivo são:

  • criação de aplicativos e formas de atendimento que busquem desburocratizar o atendimento e facilitar a vida do cidadão. Como é o caso, por exemplo, de ferramentas que viabilizam cadastros ou requisição de documentos públicos, ou até mesmo compra de passagens para usuários de transportes;
  • uso de novos canais de comunicação, principalmente as redes sociais, para estreitar os laços com o cidadão, como também utilizar essas plataformas como ferramentas de transparência e prestação de contas;
  • investimento em sistemas de informação e análise de dados que buscam aumentar a eficiência da gestão e gerar insights que busquem solucionar demandas fundamentais previamente identificadas.

Vamos destacar o último exemplo dessa lista para mostrar como a inovação do setor público pode melhorar consideravelmente a eficiência de sua gestão.

Inteligência de dados como inovação no setor público

O investimento em tecnologia, especialmente em análise inteligente de dados, pode ser o principal trunfo para se reverter esse quadro de descrença em políticas públicas.

Os números da iniciativa privada já são um indicativo. Segundo informações oficiais do Governo do Reino Unido, estima-se que a produtividade na região deva crescer em 14,3% em virtude dos investimentos em inteligência artificial até 2030

Nesse contexto, para driblar problemas orçamentários e entregar mais com menos à  população, a cultura data driven surge como uma solução que usa a análise inteligente de dados para coordenar a capacidade de atuação do governo para a solução dos problemas mais sensíveis e caros à população.

Com velocidade e confiabilidade, tecnologias como o big data e o machine learning tornam possível mapear dados relevantes de gestão e obter insights valiosos para o aprimoramento da máquina pública.

Confira o vídeo da Oncase sobre o que é e como funciona o machine learning:

O que é Machine Learning? Entenda como funciona a tecnologia

Benefícios da inteligência de dados no setor público

Com o surgimento dos novos canais de comunicação digitais, como as redes sociais, novos palcos de reivindicações e exposições de demandas cidadãs surgiram.

Mais do que solucionar problemas reais já existentes e tornar o funcionamento do serviço mais rápido e eficaz, é possível também identificar tendências e assim atuar proativamente no cumprimento das obrigações governamentais.

Portanto, com indicadores e métricas tangíveis, é possível:

  • orientar ações públicas de forma sistematizada, com o intuito de reduzir custos;
  • ter novas fontes de acesso às demandas cidadãs por meio de dados em nuvens coletados por big data analytics, como complemento aos dados públicos oficiais (Censo do IBGE);
  • ter mais eficiência, eficácia e rapidez nos processos de tomada de decisão e implementação de políticas públicas.

Portanto, apesar de não ser pressionado pela concorrência de mercado, a inovação do setor público ainda é crucial como garantia para coordenação de ações estatais em acordo com as necessidades do cidadão. Assim, promove-se a celeridade e eficácia a questões que dizem respeito a toda a sociedade.

Ferramentas para inovação no setor público

Sim, a transformação digital também chegou para os órgãos governamentais e estatais e a inovação no setor público já é uma realidade.

Para a implementação dessa cultura data orientada por dados, é necessário o investimento de tecnologias sofisticadas, capazes de coletar e processar confiavelmente o grande número de informações que políticas públicas de qualidade demandam.

Já há disponível no mercado, por exemplo, soluções de co-criação e desenvolvimento de produtos analíticos, sistemas de predição ou prescrição sob medida. 

Práticas essas que visam à disseminação de um mindset data driven com capacitação para utilização e operacionalização dos produtos criados e mentoria para exploração de novas oportunidades com dados. Elas podem te entregar:

  • projeções financeiras; 
  • previsão de demanda; 
  • identificação de indícios de fraude;
  • entre muitos outros insights.

Soluções como essa caem como uma luva para trazer mais eficiência e produtividade para tentar conter problemas estruturais da máquina pública. No fim das contas, quem ganha é toda a população.

Aprendeu o que é inovação no setor público? Para compreender ainda mais sobre a tecnologia e saber a melhor maneira de combiná-la com estratégia organizacional, converse com um especialista da Oncase.Se você gostou do conteúdo, esperamos que continue acompanhando mais novidades sobre tecnologia e empreendimento no nosso blog. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *