O que é CAC? Entenda a importância do indicador na gestão empresarial

Você sabe o que é CAC? Esse indicador tornou-se uma das mais importantes referências na hora de analisar a performance comercial de uma organização.

Nesse contexto, é importante sublinhar que estamos na era dos dados e não há mais espaço para decisões corporativas tomadas às cegas. Afinal, quanto mais parâmetros de medição de seus resultados e processos internos um gestor tiver à sua disposição, maiores serão as possibilidades de sucesso.

Portanto, se você tiver interesse em otimizar suas áreas de Vendas e Marketing, assim como reduzir os custos prospecção, acompanhe esse conteúdo até o fim para entender o que significa CAC e dicas valiosas para turbinar suas vendas. Vem com a gente!

O que é CAC?

Afinal, o que é CAC? O termo representa a sigla para custo de aquisição de clientes. De forma bem clara e objetiva, o indicador consiste na razão entre a soma dos recursos financeiros para conseguir converter um prospect em relação ao número de novos consumidores adquiridos.

Essa métrica fundamental para a gestão corporativa leva em consideração os investimentos realizados em todas as etapas do funil de vendas, desde as campanhas de marketing até as abordagens feitas pela área de Vendas.

Vale salientar que o CAC diz respeito apenas à aquisição de novos prospects, não tendo seu cálculo estendido para os investimentos feitos em práticas de pós-venda e retenção de clientes.

Além do mais, esse indicador deve ser calculado em intervalos periódicos (geralmente mensal) para que ele seja constantemente monitorado e a empresa consiga realizar diagnósticos de performance de suas estratégias comerciais.

Qual a importância do CAC?

Agora que você sabe o que é CAC, qual seria a importância do indicador para a companhia? Será que ele é realmente tão necessário?

A resposta é sim e a explicação é simples: o custo de aquisição de clientes é um termômetro essencial para medir a saúde financeira do seu negócio e para avaliar até que ponto as estratégias estão sendo realmente efetivas. 

Afinal, nenhuma empresa torna-se sustentável quando os gastos despendidos para adquirir clientes não trazem a contrapartida financeira esperada.

Dentre os principais benefícios do cálculo do CAC, em resumo, estão:

  • aprimoramento da eficiência dos processos internos e redução de custos a partir do diagnóstico dado pelo indicador;
  • necessidade de implementar estratégias voltadas para uma agradável experiência de compra do cliente, de forma a mantê-lo por mais tempo usufruindo dos serviços da marca e, assim, fazendo valer o investimento inicial de sua aquisição.

Esses dois benefícios assinalam de forma clara a relação do CAC com outro indicador importantíssimo, o LTV (lifetime value). Essa métrica faz alusão ao período de fidelização do cliente com a marca, ou o tempo em que ele perdura fazendo negócios e rendendo valor à organização.

Quando o LTV é positivo, o CAC também tende a ser. Afinal, o prolongamento da relação entre público e empresa significa continuidade de receita no decorrer do tempo. Enquanto, do outro lado, o custo para a conversão do cliente é fixo e não se altera.

Como calcular o custo de aquisição dos clientes?

Entendido conceitualmente o que é CAC e quais são seus benefícios, vamos aprender agora como fazer o cálculo do indicador. A imagem abaixo apresenta sua fórmula básica:

Fonte: AgileMS.

Entre as despesas que devem ser levadas em consideração na hora de fazer as contas, estão:

  • Marketing: salários, ferramentas, investimentos em mídia paga (compra de anúncios), eventos, relações públicas, todo o investimento feito para fazer acontecer o planejamento de mídia orgânica e recursos alocados para geração e qualificação de leads.
  • Vendas: salários, comissões, ferramentas, serviço telefônico de atendimento ao cliente e todo o investimento em infraestrutura necessário no processo.

Guia Completo de Enriquecimento e Qualificação de Leads – Scora

Definidos todos os gastos, basta agora assinalar o número de novos clientes conquistados no intervalo de tempo correspondente ao período (geralmente o mês) analisado.

Como reduzir o custo de aquisição de clientes?

Aprender o que é CAC é mais fácil do que o imaginado, não é verdade? Mas, afinal, quais medidas um gestor pode tomar para diminuir o custo de aquisição de clientes do seu negócio?

Essa resposta está na inteligência de dados. Não por acaso as ferramentas de automação são um dos principais aliados de qualquer empresa que queira se tornar competitiva em tempos de transformação digital

Frente à grande diversidade de dados dos mais variados tipos que a corporações hoje tem à disposição, a escolha da ferramenta certa permite a geração de soluções inteligentes relativas a:

  • tendências do seu segmento de atuação;
  • informações relevantes sobre o público-alvo, como padrões de comportamento e perfil de consumo;
  • análise de performance das estratégias comerciais por meio de indicadores mensuráveis;
  • e inteligência competitiva sofisticada para análise de concorrência.

Essas informações são fundamentais para orientar o processo de tomada de decisão estratégica, além de permitir abordagens comerciais mais eficazes e assertivas.

Portanto, o investimento nesse tipo de tecnologia permite resultados bastantes satisfatórios no custo de aquisição de clientes. Afinal, quanto mais pautados em informações e orientados para o crescimento forem os processos, melhores serão os lucros provenientes das vendas.

Como usar dados para o processo de tomada de decisão?

Em qual ferramenta de inteligência de dados devo investir?

O Scora Journey é uma ferramenta que pode te ajudar a elevar o patamar da sua estratégia comercial. 

Ele é uma plataforma de gestão de dados que visa a melhorar a performance da organização a partir de uma análise embasada e sofisticada. Além do mais, a ferramenta possui interface simples e é facilmente manipulada por qualquer usuário não técnico.

O Scora Journey se destaca pelas seguintes características:

  • comparar performances de campanhas de vendas atuais com antigas;
  • a partir da base de dados, oferecer lista de recomendação de clientes que poderiam se beneficiar da mesma oferta de produto ou serviço;
  • criar uma lista de leads (clientes em potencial) fora da base de dados da empresa;
  • fornecer um big data com histórico detalhado de clientes específicos para comparar com o comportamento de outros similares;
  • aferir dados geográficos e performances de engajamento de produtos ou serviços anteriores, embasando assim insights para orientar os próximos passos

Quer se aprofundar mais no assunto e assim melhorar os indicadores de venda? Converse com um especialista da Oncase para avaliar uma solução inteligente para o seu negócio.Gostou do conteúdo? Se quiser ler mais conteúdos sobre marketing, vendas e análise de dados no mundo digital, fique de olho no nosso blog! Boas vendas!

Henrique Tavares
Henrique Tavares

No Comments

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *